Primeiro respire.

Projeto Respire

O projeto Respire foi recebido pelas crianças e adolescentes do Abrigo Butantã, de coração e mente abertos.

Durante as quinze semanas de vivência entoamos mantras, montamos um altar, desenhamos, modelamos em cera, meditamos, praticamos yoga e principalmente estivemos juntos.

No yoga, escolhemos oito posições, que chamamos de ásanas, para iniciá-las.
Veja as fotos ao lado.
Para nossa alegria houve aceitação imediata e presença constante de todos eles, já que se tratava de uma vivência não obrigatória.

A cada semana nossa conexão ficava mais próxima e o desejo de receber e trocar mais intenso. Todos participaram com total entusiasmo e boa vontade.

Em uma das vivências, o muro das lamentações, reconhecemos nossas limitações e desenhamos nossos fantasmas, contrapondo-os com os desenhos de espirais vibrantes e concluindo que somos todos uma única energia.

Nossas práticas eram dedicadas às nossas famílias, e sempre ofertávamos a flor de lótus aos nossos pais. Momento mágico.

Ali reunidas crianças e adolescentes reconhecendo-se sagradas e se abençoando:
Com as mãos unidas, tocando na testa, na boca e no coração repetiam: _Eu abençôo minha inteligência, para sempre separar o certo do errado, -Abençoo minha fala, para somente dizer palavras amorosas e abençôo meu coração, onde mora todos os seres que eu amo.
E o mantra Baba Nam Kevalam, que ensinamos, é entoado alto e feliz dentro daquela sala de estar no Abrigo. Na parede, o quadro recém fixado do Projeto Respire, com a foto de todos os participantes, nos lembra:

O amor é a essência de todas as coisas.

•••
O que é Yoga?
por Marta Barbosa

“O yoga é a perfeição da ação.”
Assim nos descreve a Bhagavad-gita, ou Canção do Senhor, uma espécie de bíblia para quem segue esta que é uma das mais antigas filosofias de vida, praticada originalmente na Índia há mais de 5 000 anos. Ainda hoje, a prática é vista como uma das essências do homem indiano. A palavra yoga (a pronuncia correta é yôga) vem do sânscrito e significa unir, ligar. O que os yogues e mestres indianos nos ensinam é que é possível, a partir da prática de posturas e atitudes, alcançar o equilíbrio. Ou seja, unir corpo e mente num estado de consciência maior. O ponto de partida para essa transformação está mais próximo do que imaginamos.
Está na forma que respiramos,
no conhecimento que temos do próprio corpo e em como expressamos nossas emoções. Por isso existem os asanas (a pronúncia correta é ássanas), as posturas que nos ajudam a perceber a conexão entre corpo e mente. Este conjunto de técnicas desenvolvido no Oriente há milênios nos prova hoje como é possível alcançar a transcendência a partir da mudança da mente e do condicionamento físico, mas que, definitivamente, ultrapassa os limites da sala de aula e nos acompanha dia a dia por toda a vida.

•••
O que é Meditação?
por Marta Barbosa

Meditar é permitir-se um momento de quietude capaz de nos levar ao autoconhecimento. É interromper, mesmo que apenas por alguns instantes, a série de estímulos sensoriais a que estamos constantemente sujeitos. A meditação não significa parar de pensar e sim pensar mais profundamente em nós mesmos. Fechar os olhos para o mundo externo para abri-los ao mundo interno que é tão pouco conhecido. No dia-a-dia, mantemos sempre nossa mente ativa seja com a leitura de livros, a conversa com amigos ou os afazeres do trabalho. Para mudar o foco de nossa visão, a meditação precisa antes de tudo nos levar para além do pensamento involuntário. Por isso, pode envolver estágios de concentração seja na chama de uma vela, na própria respiração ou no som de um mantra (sons meditativos que podem ser repetidos em voz alta).
À medida que a prática se torna constante, os pensamentos dispersivos diminuem até o dia em que olhar para dentro de si mesmo passa a ser um processo natural e tranqüilo. Quando meditamos estamos compensando os efeitos do stress mental e físico, acalmando nossa mente em busca do estado de equilíbrio.

Nossas Reuniões
Todas as quartas feiras, as 19 horas.
Lindo encontro

Nossas reuniões aconteciam na sala de estar do Abrigo


Além das crianças e dos adolescentes, os educadores eram convidados a participar das vivências


Concentrávamos na chama da vela para iniciar a meditação.


O mantra Baba Nam Kevalam é entoado após a meditação

A prática do Yoga
O Yoga é uma filosofia de amor


Ásana Yogamudra praticada no jardim do Abrigo

Ásana do Coelho

Ásana da Montanha

Durante o ritual de oferenda. Momento mágico dos nossos encontros.

Modelagem em cera

Pedimos que os participantes modelassem em cera as ásanas (posições) que praticávamos de yoga

FOTOS DE TODOS NÓS

……………………………………………………………………………………………..

Oração

“Nossos pés deixam pegadas na areia do tempo.
Se estivermos no caminho errado, muitos nos seguirão, desviando-se do que é correto.
Quando pensamos que uma ação é só por aquele momento e esquecemos que ela deixa um rastro atrás de si, não estamos sendo responsáveis.
Todas as nossas ações afetam os seres humanos, dando-lhes alívio ou tristeza. Podemos fortalecê-los ou não. Podemos causar ferimentos ou curas.
Podemos gerar conflitos ou resolvê-los.Podemos criar cataclismas ou algo nobre para a sociedade. ”

Organização Brahma Kumaris
www.bkumaris.com.

……………………………………………………………………………………………..

Agradecimentos
Créditos:
1- Fotos: Rodolfo Tucci
Agradecimentos:
A todos os funcionários do Abrigo Butantan.
To my master Susan Andrews, with all my gratitude
Vitor Carneiro, estudante de ed. física, pela inspiração.
Denise e Aline, que repetiram a idéia em um abrigo muito maior…
Letícia Calmon, jornalista.
Maria Claudia Baima, jornalista.
Marta Barbosa, jornalista

SP, Janeiro 2004

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s